quinta-feira, 16 de junho de 2011

A CADA VOLTA SUA...


FOTO ARQUIVO PESSOAL(Chácara do Osvaldo)

Quando você ia embora
Prometendo não voltar
E eu ficava com o coração
Fora do peito ,sangrando sua volta.

E quando eu,já sem forças
Via você chegar,encolhida em mim mesma
Nada perguntava.Me calava
Em choro mudo,agradecia sua presença.

E você,deitando-se ao meu lado
Também nada dizia,apenas deitava-se
Como se nunca dali tivesse saído.
E eu ,amanhecia em concha,
Na parte da cama que me pertencia

Nada perguntava
Nada queria ouvir
Apenas sorria com a alma
Agradecendo seu sono ,ali
Ao meu lado...

A cada volta sua. Sempre assim...