quinta-feira, 1 de dezembro de 2011

AMO ODIAR VOCÊ...

    Foram tantas mentiras
     tantas..
    Matando e dilacerando o amor
     limpo e puro...
    E o amor quando morre,como
     toda matéria viva,deixa restos mortais
         que servem de alimento à outras espécies...
     Fragmentos podres e decompostos
         alimentam meu ódio...
    Ódio que, hoje sobrevive dos restos sujos
         do amor que você cruelmente matou
           com tantas mentiras,tantas...
     Como uma ave devoradora de carniça,
       eu me sirvo deste lixo para manter vivo
         o meu ódio por você...
      Dentro deste ódio eu vivo e sobrevivo
         para assistir sua queda física e moral...
      Não posso e não quero
        me afastar de você agora
     Preciso estar perto para inflar meu ódio
        minha sede de vingança....
     Te sustentarei com meu amor
         te alimentarei com meu carinho
           como se ceva um animal antes do abate...
      Não vou me ausentar de você
          meu ódio não me permite isso...
      Viverás mentiras
           Sentirás mentiras
              até chegar o momento em que vejas tudo
                podre como eu vejo agora...
            Não tenho pressa
                eu espero...

                        Eu amo odiar você!!!!

quinta-feira, 10 de novembro de 2011

REVOLTA

Muitas coisas me deixam triste e revoltada,mas o que eu vi sábado em Aparecida Do Norte me deixou emocionalmente abalada.
Chegamos na cidade por volta de seis da manhã e,em frente ao hotel que ficamos,hotel este que fica bem em frente ao portão principal da entrada da Basílica de Aparecida,havia uma fila enorme de charretes ,destas que levam as pessoas preguiçosas fazerem visitas  com menos esforço e pagando menos tambem.
Fiquei indignada ao ver os animais atrelados ,esperando que alguem viesse dar uma "voltinha" sobre eles!
O dia foi passando e o calor foi aumentando. O sol era de brasa!
O asfalto parecia que ia derreter. Meio dia e os cavalos lá,amarrados em suas charretes...Não vimos água perto deles!
Tres horas da tarde e os mesmos animais ,todos(todos) de cabeça baixa ,com os joelhos semi dobrados à espera de turistas...
O que mais me doía era ver que eles levantavam uma perna para descansar e,assim iam revezando as perninhas para aliviar o cansaço..
Havia um com uma atadura na perna. Estava machucado e trabalhando
no sol quente.!
Fico pensando,como pode isso acontecer ainda? Onde está o Estatuto que protege os animais? Será que este estatuto só serve para as baleias e as tartarugas? Não que eu ache que elas não precisem de proteção..mas ,e os animais que vivem perto de nós? Quem protege?
Minha revolta é maior ainda por saber que estávamos em uma cidade Santa...como pode ser chamada de Santa se deixam seus animais
castigados assim?
Um morador de lá me relatou que já viu QUATRO cavalos morrerem enfartados pelo sol e pelo cansaço!
Tenho tudo isso filmado ,inclusive o depoimento deste morador..
Pedi que Nossa Senhora olhasse por aqueles animais ,que amenizasse o sofrimento deles,abreviando-lhes a vida.
Esta imagem não me sai da mente: A humildade daqueles cavalos ,submissos ,sem queixas ,sem lágrimas, resignados .
Saímos da cidade por volta de sete horas da noite e eles continuavam lá,atrelados em suas charretes e em sua dor!

sábado, 29 de outubro de 2011

REPARANDO O UNIVERSO FEMININO...

   Sábado,como não tinha nada de importante em casa prá fazer ,resolvi ir até Arapongas de novo ( minha Terra Natal),rever meus idos e vividos tempos..
   Sou boa observadora ou,melhor,sou uma mente auto-fofoca! Não vejo as coisas simplesmente,faça análise delas e, em assim sendo,fiquei reparando como as mulheres são dependentes de suas bolsas!
   Já dentro do ônibus que me levaria ao meu destino,vi ,nada mais ,nada menos que DEZOITO bolsas com suas respectivas donas!!
Para cada tipo de mulher,um tipo de bolsa.Como se as bolsas tivessem um DNA compátivel com suas proprietárias.
Bolsas enormes,pequenas,coloridas,sem vida,nos ombros, nas mãos,nas costas..
   Não me prendo apenas em ver as bolsas por fora,não, eu fico imaginando o que cada uma dentro de si!! Viajo na minha imaginação: Tiro e ponho objetos de acordo com a pessoa que carrega a bolsa..
Chego a pensar que não são as mulheres que carregam suas bolsas e sim as bolsas que carregam as mulheres!
Até nas novelas as mulheres não entram em cena sem uma bolsa pendurada!!Reparem!
   Aí eu chego a conclusão que as bolsas fazem parte do corpo das mulheres,já que não andamos sem elas,que assim como nas extremidades do nosso corpo temos braços ,nos ombros ou nas mãos ,temos um apêndice a mais... um tentáculo a mais a nos carregar.

   Bem ,agora eu preciso sair...Cadê minha bolsa??

DIA DE VISITAS....(Baseado em fatos reais)

  -Bom dia ,amor.
  -Bom dia ,amor.Que lindo dia!
  -É. Parece que vamos ter sol o dia todo.Você já está pronta?
Vamos lá prá fora para esperá-los?
  -Será que estou bonita?
   -Você é a mais linda de todas por aqui.Para mim você sempre será a mais bela.Vem. Vamos nos sentar aqui .Aqui a vista é boa.Dá prá ver
ao longe.
  -Será que eles vão demorar hoje?
  -Acho que não.O movimento já começou.Veja. Quantas pessoas
indo e vindo....Pudera! Uma data especial como esta!
  -Tá um calor gostoso aqui fora.Quanta luz neste sol!
  -Olha,amor,virando aquela quadra,me pareceu que eram eles...
  -Não vejo bem.A luz do sol tá muito forte!
  -São eles!!...Tem umas crianças junto que eu não conheço!Lindas
crianças! Como correm felizes!
Espera aí...não eram eles...viraram lá na quadra de cima.
  - Calma,mulher,é cedo ainda.Você sabe como é...Até fazer o café,
alimentar as crianças,comprar os últimos presentes...isso demora
mesmo.
  -Eu sei,amor,mas fico ansiosa.Todos os anos eu fico assim. Você já me conhece.Sou assim.
Quase meio dia.Estou cansada.Quero ir para dentro e deitar-me um pouco.
  -Olha lá!...Agora tenho certeza! São eles!!
  -Quantas flores...quase não enxergo quem está por trás delas!
Nossos presentes!  Eles não se esqueceram dos nossos presntes! Eu sabia!
  -Eles pararam na vizinha,amor...daqui dá prá ver melhor.Não.Não são eles.É a família da vizinha...
  -Será que eles se esqueceram do nosso dia??
  -Calma,amor...pode ser que tenha chovido ou aconteceu algum acidente no caminho...lembra o ano passado?Eles tiveram outro compromisso e por isso não puderam vir,lembra?
  -Já é tarde. As pessoas estão indo para casa. Até a família da vizinha já foi embora.
Está começando a esfriar.Aqui as noites são sempre frias.
  -É,amor,está escurecendo.Eles nao vem este ano também.
  -Vamos entrar. Quero me deitar....afinal,o ano passa rápido...quem sabe no próximo dois de novembro eles  aparecem,né?
  -Vamos. Vamos voltar para o nosso sono que "eles" chamam de Eterno.
  -Boa noite ,amor.
  -Boa noite,amor.


       (Silêncio...Escuro total.)

quarta-feira, 5 de outubro de 2011

QUE SE DANE O MUNDO...

        Hoje eu só quero você
        De alma lavada.
        Escorrida.
        Purificada....

       Que venha toda maldição.
       Que eu seja por todos
       Os idiomas
       Insultada....
     
       Que todos se revoltem.
       Ergam dedos em ristes.
       Em voz alta
       Xingada....
 
       Quero você sem rodeio.
       Sem receio.
       Do raso
       Ao profundo....

       Que vivam.
       Ou morram.
       Em séculos
       Ou em um segundo...

      Hoje eu só quero você.
      Ao diabo
      O pecado.
      Que se dane o mundo!!




......

PASSEANDO PELOS TEUS SONHOS...

     Quando me contastes que havias sonhado
comigo,fiquei tão feliz! Não pelo fato de comigo
ter sonhado e sim pela riqueza de detalhes com
que narrastes teu sonho!
     Fiquei pensando cá comigo:Se ,depois de tanto
tempo de ausência,de separação física,sonhas comigo
é porque ainda existo em teu subconsciente...
É. Porque podes até recusar de pensar em mim( já que
no pensamento podemos mandar) mas e nos sonhos?
Sonhos são involuntários. Não se manda nos sonhos!
Não se programa sonhar...escolher com quem sonhar!
    Fico ilustrando teu sonho em meu delírio e finjo que
este sonho foi realidade...Vejo e revejo tantas vezes
as cenas por ti descritas...Agora quando fecho os olhos
para dormir,desejo que sonhes comigo só mais uma vez.
Como podes impedir que eu passeie pelos teus sonhos??

FAZ-DE-CONTA...

          No meu mundo de Faz -de-Conta você era o
          meu menino que viera de longe,não em um
          cavalo branco ,mas em um navio enorme,bem
          maior que toda minha imaginação podia ver...
          No meu mundo de Faz-de-Conta você era o
          meu mocinho,o bandido,o índio e até o caminhoneiro
          que me levava às longas estradas empoeiradas...
          No seu mundo de Faz-Conta eu era a menina que
          estava, não no cais do porto ,mas no cais da vida a
          te esperar....
          No seu mundo de Faz-de-Conta eu era a sua
          mocinha,a bandida,a índia e a companheira de
          viagem pelas estradas barrentas....
          No nosso mundo de Faz-de-Conta nossa única dor
          era o corte no pé,o joelho ralado,o dente arrancado
          no tombo contra a terra nua ....
          No nosso mundo de Faz-de-Conta nossos heróis
          sempre estavam lá na matiné à nossa espera nas
          tardes de domingo...
          Agora "faz de conta" que nosso mundo não acabou.
          Vamos brincar neste mundo mágico que só nós ,na
          nossa imaginação ,damos vida!

MEMÓRIAS DE UMA CADERNETA...(1)

Jandaia do Sul,27-09-2001-( 16 horas)


  Estou dentro da igreja.Nem sei certo o que vim
fazer aqui.Estou perdida.
  Parece que minha mão não me obedece mais.Troco
as letras,faço borrão...
  Estou no meio da igreja.
Lá na frente ,perto do altar,tem um grupo de "senhoras"
rezando.E eu penso:-É só isso que a vida tem prá gente??
  Algumas dessas "senhoras" são mais novas que eu mas
eu não me vejo no meio delas.Não sou uma delas.Não sou
uma "senhora"!
  Acho que todas elas são viúvas como eu.As que não são por óbito ,são por opção..
  E eu ,no meio delas!
 -É só isso a vida??
  -E o resto que me prometeram quando nasci?
   Acabou a reza.As "senhoras" estão indo embora.
Vou ficar mais um pouquinho.
  Engraçado. Lá fora tem uma turminha de crianças,devem ser da creche do padre.
  Que contraste!!
  Aqui "senhoras".
  Lá fora ,crianças.
 _E eu?
  _Onde fico??
  Até hoje não consegui me encontrar.Não sei a que geração pertenço..
  Eu queria tanta coisa mas ao mesmo tempo não quero nada.
Às vezes eu queria ficar sozinha no meu quarto ,chorando,chorando
até morrer...Outras vezes quero sair e achar um motivo( me dê motivos..)mas eu acho que eu tenho é preguiça de ser feliz.
A triteza é mais cômoda .Mais confortável.Cansa menos.
  Silêncio total aqui dentro da igreja.
As crianças e a professorinha continuam gritando lá fora.
  -Que inveja!
   Não sei rezar.
     Vou embora.




(Encontrei minha antiga caderneta com minhas Neuras e Sonhos)

NOITE...

Velei teu sono
       
                   Dormi teu sonho

                       Me perdi em em você.

CATEGÓRICA...

    Hoje eu precisava amar
       
       Muito mais do que ontem.

       Hoje eu pracisava amar.

       

     (amei.)

domingo, 18 de setembro de 2011

ALMA EM FESTA..

Pelos salões da minha imaginação
Dança feliz minha alma
Com o calor de sua mão em minha mão

     O rosto suave a roçar meus sentimentos
     Baila ,alma alucinada,baila!
     Dance ,dance,enlouquecido coração

SERÁ AMOR??

          Quando eu era menos velha do que sou agora,
           ouvi uma pessoa ,ainda jovem ,dizer que
          "velho não ama:velho embirra".Na época,eu
           era menos velha do que sou agora,achei graça
           naquele maldoso comentário...
           Hoje que,já sou menos jovem que naquela época,
          chego à conclusão que ,aquela pessoa ,que hoje
          também é menos jovem,tinha razão!
          Velho não ama:velho embirra mesmo!!
          Sei disso porque sinto no meu coração tão menos
          jovem e tão mais velho,que ás vezes penso não estar
          amando e sim fazendo birra!!

MIL DIAS...

Mil dias para o início da Copa no Brasil!!!!
Fico com medo só de pensar quantas coisas
poderão acontecer até lá!!
Coisas boas.Coisas ruíns.Enfim,coisas.
O Brasil sem fome.
O mundo sem guerra.
O Papa será o mesmo??
Teremos mais presidentes negros e mais
mulheres no poder??
Quantas tsumames terão acontecido?
Furacões.Ciclones.Terremotos....
Qual será o Ronaldinho da vez??
E o tecnico? Que "Zagalo""estará no comando?
Mil dias!!!
E os estádios ,estarão prontos???
As rodovias ,aeroportos,hotéis,cambistas...
Ah!!!eu quero ver tudo isso.
Quero estar aqui,neste Recanto anunciando o
      Gooooooollllll do Brasiiiiiiillllll!!!!!!!!
Quero ver todos meus amigos assinando o gol da vitória! (será?)
Mil dias....
12/06/2014
Prá frente Brasil.
Salve a seleção !!!

quarta-feira, 14 de setembro de 2011

VOLTE, POR FAVOR....

(Foto arquivo pessoal) Quesinha...3 anos
Eu vi uma menina brincando feliz na rua descalça.
Descalços estavam também os pés daquela menina
que corria feliz deixando pegadas na poeira.
Eu vi uma menina de faces rosadas pelo sol
realçando o infinito azul de seus olhinhos e o ouro
de seu cabelos que voavam ao vento.
Eu vi uma menina com roupas sujas de felicidade,
de liberdade,de infância,assoviando ,com os dedos
 na boca,feito moleque.
Quanta alegria eu vi naquela menina!
Não pode ser!!
Eu conheço aquela menina!!
Aquela menina de olhinhos azuis,faces rosadas,feliz...
Como eu a conheço bem..
Aquela menina é a Quesinha!
Quesinha,não corra tanto assim.Espere por mim..
Volte, Quesinha!!!


Por favor.

SEM PERFUME...


Foto arquivo pessoal
 Voce era meu perfume
 preferido
 Mas por descuido meu 
 Esqueci aberto:
     Evaporou!!!




( bem feito!!  )




terça-feira, 6 de setembro de 2011

PRECISO ME ENCONTRAR.....


(Arquivo pessoal)  PARQUE DO CARMO ..S.PAULO

Me perdi no meio de tanta tristeza
Me perdi por caminhos tão escuros
Me perdi no meio de  tormentas

Não sei qual o caminho da volta
Não sei por onde me buscar
Não sei por onde recomeçar

Voce que antes me conheceu
Olhe bem prá mim
Me ajude a me encontrar...

TEM HORA QUE BATE UMA TRISTEZA TÃO GRANDE...

Sino Da Paz...S.Paulo
É assim que nós começamos todas as nossas cartas,ou melhor,começávamos...com esta esta música do Fábio Júnior..
Nos conhecemos em Arapongas na década de sessenta.
Duas adolescente românticas e sonhadoras e ,por que não dizer,
travessas e alegres.
Meu pai não tinha grande simpatia pela família dela por eles serem
de religião diferente da nossa e,sua mãe,por sua vez,também
não via com bons olhos nossa amizade.
Por conta desta situação criada por eles,nossos pais,tínhamos que nos  encontrarmos às escondidas para sairmos em busca de paqueras
ou ,simplesmente passear no mercado municipal.
Para que ninguem soubesse de nossos passeios ,tínhamos senhas musicais,isto é,quando uma queria passar algo para a outra,cantava um trecho de uma música relacionada com aquele momento.
Sempre o início da conversa era uma música do Roberto Carlos mas esta nós só assoviávamos:( estou amando loucamente a namoradinha de um amigo meu...)Pronto. O sinal estava dado.
Nossos pais ouviam nossas músicas mas não entendiam nada. Só nós
sabíamos.(Como dói lembrar isso agora)
Fomos amigas inseparáveis por apenas tres anos!
A família dela teve que voltar prá São Paulo.
Ficamos sem contato algum por vinte e cinco anos!!
Após várias tentativas de localização ,eu a encontrei de novo.
Nos tornamos mais amigas ainda ,apesar da distância entre Jandaia e Sao Paulo.
Em julho deste ano passamos férias juntas.Fomos passear nas ruas como antigamente.Cantamos nosso repertório da saudade.
Tiramos fotos juntas...
Mesmo demonstrando alegria,por muitas vezes ela se contorcia de dor na barriga.Fiquei com muito medo das dores que ela sentia mas dizia
prá não pra ficar preocupada,que não era nada de mais.
Na semana que eu vim embora,ela fez vários exames e em seguida biopsia.Resultado:Câncer de intestino.
Operou nesta quarta feira 24-08 e ontem 29-08,teve que reabrir a cirurgia.
Hoje 30-08 recebi um telefone do marido dela dizendo que somente um milagre a traria de volta.Está em coma induzido,respirando por aparelhos.
Enquanto escrevo ,aguardo notícias de sua volta ou de sua ida.
Agora na primeira hora da manhã de 31-08 ,espero este milagre acontecer.
Voce não pode ir ainda,Sônia,temos muito que cantar...Aguardo
ansiosa por sua volta!  Sua amiga de sempre."Amiga-gêmea" como costumamos falar.
              Neusa

PS-DIA SETE É ANIVERSÁRIO DELA...


( Às oito e meia da manha recebi notícias que ela havia sido levada pelos anjos no instante em que eu postava este desabafo.Exatamente no mesmo momento! Coincidências da vida,ou prova de amizade?)
neusa gomes
Enviado por neusa gomes em 31/08/2011
Reeditado em 06/09/2011
Código do texto: T3192104



segunda-feira, 29 de agosto de 2011

RESUMO..


Chácara do Osvaldo
Basta-me a sua presença
 para que eu me sinta em paz!





   (pronto

SEM RAZÃO

                  Daí voce me olhou
                 Daquele jeito pedinte
                 Olhar de criança desamparada...
                 Quis te pegar nos braços
                 E naquele abraço ficar calada.

                 Suas mãos em minhas mãos
                 Depois de tantos nãos
                 De tanto desapego
                 Que tirava meu sossego

                 Sua boca sobre a minha
                 Calou tudo o que eu sentia
                 O ódio voltou a ser paixão
                 E de novo perco a razão.


                (que raiva!!)

segunda-feira, 22 de agosto de 2011

SESSENTA E HUMMMMMM...!!!!

Meu Deus!!!
    Dai-me sabedoria para encarar
    Pacência para suportar!!!!
   
    Brigo o tempo todo comigo mesma.
    Como posso ter esta idade?
    Ainda gosto de subir em árvores,rodar
    pião,jogar bilboque...
    Ah,tempo maldito,que torna as pessoas
    velhas aos olhos dos outros..
    Recuso-me a perder minha "inocência" perante
    a idade que estipularam que eu tivesse..
   
    Dai-me a paz .(sem pasmaceira)

        Neusa Gomes

sábado, 13 de agosto de 2011

CONTRADIZENDO FERNANDO PESSOA

     Trago a alma tão pequena
               Que nada mais me vale a pena....




   Desculpe,Pessoa

quinta-feira, 4 de agosto de 2011

MINHA PEQUENA LOLA..

Lembro-me de você,pequena ,a correr por entre
os cafezais em flor...
Sem preocupação da vida árdua,
apanhava flores para enfeitar seus cabelos loiros...
O "velho"Éttore ,quando a via ,dizia feliz:
Lá vai a minha Pomba Rola...minha Pomba Lola...
minha Lola!!
E,foi assim,que ganhou este carinhoso nome: Lola!
Lembro-me de você ,mocinha,dançando ao som da
Orquestra Tabajara,sonhando com seu príncipe encantado
que chegaria em um navio,atravessando oceano...
E,assim,conheceu "seo" Jaime. Seu príncipe de olhos verdes
e ombros largos...
Lembro-me de você,cuidando com carinho e dedicação
de sua prole ,em seu avental branco ,sempre com um sorriso
nos olhos marotos...
Lembro-me de você,chorando a perda do seu eterno príncipe
de olhos verdes,que a vida teimou em levar para sempre...
Lembro-me de você,(esta é a parte que mais marcou minhas lembranças) com a mão em concha ,apoiada no rosto,segurando
as lágrimas da saudade ...
Minha Pequena Lola,como eu queria ter você agora do meu lado.

Feliz aniversário,mãe!

(Trinta anos de saudade)

sábado, 2 de julho de 2011

O RESGATE...

Rever Foz ,foi rever sentimentos que eu pensei
           havia enterrado há muito tempo.
           Bastou sentir o cheiro das matas.
           Bastou sentir o cheiro das águas,para que tUDO
           viesse à minha mente com mais força ainda.
           Não chorei!
           Apenas respirei a saudade que ali permanece calada
           no perfume da Natureza que serve de moldura para
           minhas lembranças.
           O passado se fazendo presente.( ou ,o presente se
           fazendo passado,não sei.)
           Por todos os lugares que andei,deixei que as lembranças
           fossem ,uma a uma,se apoderando dos cantinhos que
           lhes pertenciam na minha memória...
           Lembranças boas,ruíns...cada uma em seu tempo e lugar,
           tomando espaços que ficaram vazios por longos anos,sem
           que eu me desse conta da falta que me faziam.
           As lembranças alimentando minha alma,trazendo uma
           calma jamais experimentada.
           Resgatei sentimentos adormecidos.
           Traduzi outros tantos que se faziam confusos dentro de mim.
           Voltei repleta.Completa de mim mesma.Em paz!!

                   Foz,Minha Eterna Saudade!!

   
        26/06/

quinta-feira, 16 de junho de 2011

A CADA VOLTA SUA...


FOTO ARQUIVO PESSOAL(Chácara do Osvaldo)

Quando você ia embora
Prometendo não voltar
E eu ficava com o coração
Fora do peito ,sangrando sua volta.

E quando eu,já sem forças
Via você chegar,encolhida em mim mesma
Nada perguntava.Me calava
Em choro mudo,agradecia sua presença.

E você,deitando-se ao meu lado
Também nada dizia,apenas deitava-se
Como se nunca dali tivesse saído.
E eu ,amanhecia em concha,
Na parte da cama que me pertencia

Nada perguntava
Nada queria ouvir
Apenas sorria com a alma
Agradecendo seu sono ,ali
Ao meu lado...

A cada volta sua. Sempre assim...

quinta-feira, 26 de maio de 2011

MINHAS DORES

Na primeira vez foi uma dor dividida.
Não que tivesse doído menos,
Mas eu podia dividi-la com outrem...
A segunda,esta,apenas eu a sinto.
Apenas eu a carrego,sem cumplicidade.
E, por ser esta dor sem partilha,
O peso da dor é insuportável,é mutilação!
Na primeira vez,chorei a 'grito aberto',
Pois muitos choraram comigo também.
Chorar junto ,pode- se não sentir menos
Mas tem-se a impressão de liberdade da dor.
Na segunda vez,só cabe a mim engolir
Este sentimento corrosivo .
A dor ,as lágrimas ,às escuras, a sós!

 Minhas dores,divididas ou não.





Pai ,afasta de mim este cálice,pai.

domingo, 15 de maio de 2011

TRAGÉDIA NO BANHEIRO

 Edna sempre foi uma moça do tipo frágil,chorona,
 ao contrário de sua irmã Adelina que,apesar de ser
 mais nova ,era mais forte em todos em sentidos e
 adorava pregar peças em sua irmã chorona.
   Edna tinha uma "cisma" com seu umbigo:Achava que
 era aberto ,que vazava e tudo mais.
  Um dia ,durante o banho,distraidamente,deixou a porta
 só encostada.Era tudo que Adelina precisava para
 mirabolar seu plano de assustar sua irmã chorona.
 Quando viu Edna examinando seu umbigo mais uma vez,
 Adelina pegou um pedaço de lençol velho e rasgou de uma
 só vez,provocando um ruído assustador no silêncio do banheiro!
  Edna ,quando ouviu o "rasgado" do lençol, começou a gritar
  deseperada,achando que tinha rasgado seu umbigo!!
  Até hoje esta história é lembrada nos encontros de família
como o dia do umbigo rasgado!

ESCANDALOSA

                 Quero ser ridiculamente rídicula.
                    Extrapolar todos os conceitos
                       sem preconceitos.
                    Chocar todas as classes
                      com classe.
                    Viver com urgência
                       sem regêngia de domínio.
                     Estar sempre à procura
                       sem clausura.
                     Deixar de ser o dormente
                             para ser a locomotiva .

sábado, 14 de maio de 2011

UM DIA DE TESTE

Acordei hoje com o astral lá embaixo.Desanimada mesmo.
Olhei-me no espelho e,pela primeira vez,vi refletida a imagem
de uma senhora. Como doeu! Senti-me muito mal. Aquela não podia ser eu.Não era eu!
Diante disso eu tinha dois caminhos a seguir:Aceitar na boa aquela senhora que queria instalar-se em mim,ou desvestí-la e reagir! Sim.Reagir!! Vestida em uma roupa provocante,escova nos cabelos,baton, rímel e coragem,fui para a rua . Será que eu ainda desperto olhares,fui pensando. Passei por um grupo de senhores que conversavam animadamente. Caprichei na rebolada e...nada! Pensei comigo: São só velhos.Já não sabem dar valor a uma mulher.Continuei com meu teste de apreciação...Agora,na porta de um banco,outro grupo de homens,menos velhos,gesticulavam nervosos à espera do atendimento. Diminui os passos enquanto passava por eles,ajeitei o cabelo e... nada! Pensei comigo ,de novo,tentando dissimular a minha decepção: Estão nervosos com a possível inflação anunciada na mídia.É isso. Carregando  o peso da indiferença,resolvi voltar para casa e vestir aquela senhora que ficara aguardando-me no espelho. Atravessei a praça da Matriz,onde estudantes namoravam alegremente. Que inveja!(inveja boa,mas inveja) De repente senti um olhar,de não mais de vinte anos, seguindo-me da cabeça aos pés.Ergui a cabeça e continuei em passos lentos. À uma distância,virei-me para confirmar o olhar e, vi a jovem namoradinha dando um doloroso "beliscão" no braço do rapaz! Foi a glória!! Cheguei em casa feliz e reconfortada por ter provocado o olhar de um jovem rapaz e,mais ainda,provocado o ciúme em uma linda estudante.

segunda-feira, 9 de maio de 2011

O ENIGMA DA RUA ESCURA

Pela larga avenida, já sem iluminação, caminho envolta em meus pensamentos, sentindo a neblina suave e fria a tocar-me o rosto. Deambulo vagarosamente pela rua escura,pois já não tenho pressa de chegar a lugar algum. Apenas caminho. Vultos passam à minha frente, formando silhuetas com os faróis à meia luz, sem se preocuparem com minha presença. Apenas passam. A noite escura é minha amiga. A cor da noite confunde-se com o negro da minha alma... Aos poucos o ruído dos meus passos multiplicam-se e, em meio à escuridão, posso sentir que já não caminho sozinha! Aperto o passo e o coração aperta-me no peito.
Sinto um calor atingir-me o corpo, causando -me um calafrio confortável e assustador! 
 Penso em virar-me para identificar a criatura que me acompanha, mas ,ao contrário,fecho os olhos e entrego-me àquele momento de carinho, de ternura, sob a proteção do manto da noite. A  noite,apressada,vai buscar a luz de um novo dia ,deixando em mim apenas a lembrança do enigma daquela rua escura!









Tema sugerido  "Rua escura"

sexta-feira, 29 de abril de 2011

MARIA LUIZA CHEGOU!!!

Eram dezoito horas e quatorze minutos
quando eu a conheci.
A coisinha mais fofa que eu já vi em toda
minha vida!
Pesando tres quilos e medindo quarenta e oito
centímetros de pura meiguice.
Veio embrulhada feito um pacote de presentes,
no colo da Doutora Tereza.
Foram trinta e seis semanas de espera,angústia,
ansiedade,medo.
Finalmente e, graças a DEUS ,terminou a longa espera.
Maria Luíza ainda não me viu.Não me conhece.
Espero que ela goste de mim,pois quero lhe ensinar
um montão de coisas ..
Muito obrigada ,MAEZINHA DO CÉU!!!



Minha netinha,vovó te ama muito!!!

domingo, 24 de abril de 2011

MENINA ALICE

Seríamos gêmeas se tivéssemos nascidas no mesmo dia.(óbvio)

       Mas seríamos gêmeas apenas externamente.(talvez)

     Porém o que nos une vai além dos laços de sangue.(tenho certeza)

       O que uma pensa ,a outra já pensou .(ou pensará)

     Não sei oue nos faz sermos assim tão iguais e únicas.(quem sabe?)

       Mas sei que a nossa "genética" não é simplesmente humana.    (transcende)



            Parabéns,Alice!


Te amo muito.(e você sabe)

JESUS (O CRISTO)

A morte e a dor viraram um enorme feriadão com direito a muitos chocolates ...

(como é mesmo o nome Daquele que morreu na cruz??!!)

sábado, 23 de abril de 2011

FAGULHAS DO CIÚME

Hoje uma fagulha,que eu pensei já morta,
fez brasas em meu coração.
A fagulha do ciúme!
Pensei que nunca mais ia sentir uma dor assim.
Gosto amargo na boca.
Dor no centro do estômago.
Suor gelado.
Mãos desordenadas,trêmulas.
Sensação de perda de equilíbrio porque os joelhos gelatinaram.
O ciúme da dúvida.
Este é o pior deles.
Se ao menos eu tivesse certeza mas não ,são só dúvidas,suspeitas.
Dor cruel.Dor física mesmo!
Nó na garganta mas sem forças prá chorar.
Chorar também significa consolidar a dúvida e isto eu me recuso.
Não quero ter certeza de nada.
Brigar também não me atrevo.
Tenho medo de que tudo não passe de
uma fantasia de mau gosto gerada na minha mente doentia .
Se meu ciúme for infundado ,corro o risco de perder minha suposta paz.
Continuo tremendo.Sinto frio mesmo com o peito em brasas.
E eu que reclamava de minha pasmaceira...
Quero de volta meu sossego.
Devolva minha paz!


segunda-feira, 18 de abril de 2011

VOCÊ ME ENTENDE?

Ando tão vazia de mim
Ao mesmo tempo tão farta

Trago a alma oca
O coração inflado

É um querer sem querer
Uma vida sem vida
Uma mácula sem pecado

Trago o gosto do beijo
Sem contudo,sentir os lábios

Carrego a inocência dos sonhos
E a culpa dos pesadelos

 Sou uma poesia inacabada
 Um verso sem rima
 Desconexa em mim mesma
 Sem nunca ter me encontrado


segunda-feira, 11 de abril de 2011

A PRIMEIRA VEZ

Era onze de abril
                                    De um ano distante
                                    Onde a inocência
                                    Se perdeu e o amor se fez...


                                                       Naquela noite

                                                       Em onze de abril!

INDIFERENÇA

São cinco horas da manhã e o despertador soa a todo fôlego.A princípio ela tenta fingir que aquele toque é engano,que é domingo,que não precisa levantar cedo.
Não .Não era engano.Hoje é segunda feira e segunda sempre é pior.
Segunda tem ressaca de sábado.Tem ressaca de domingo.
Sábados e domingos são lindos,são limpos!
Segundas são sempre sujas e tristes.
Por que será que as pessoas sujam tanto as segundas com os restos de sábados e domingos?
Terceiro toque do despertador.Ela ,ainda com sono e ressaca de domingo, levanta-se e vai ao banheiro.Olha-se no espelho...
Não é feia.
Toma banho de chuveiro e volta ao espelho...
Quase bonita.
Capricha na maquiagem,nos cabelos longos,no perfume.
Olha-se mais uma vez no espelho...
É bonita!!
Senta-se à mesa para o café que ela mesma preparou.Sente-se melhor agora.
Sem ressaca e linda!
Mais uma ajeitada na roupa,prende os cabelos e vai à luta.
Pessoas passam por ela apressadas.Cada uma com seus problemas ,suas histórias,suas idas e vindas.
Ela continua seu trabalho ,sentindo a indiferença das pessoas que passam por ela,sem um bom dia ,um sorriso.
Seu pensamento é apenas um:
-Por que será que as segundas são tão sujas?
Roupa colorida de alaranjado alarmante.Cabelos presos.
Lá está ela.Trabalhando.
As pessoas indiferentes passando.A vida ,indiferente,iniciando seu curso.
O cansaço e a tristeza da segunda feira pesam mais em seus ombros com o passar das horas.
Fim do dia.Segunda limpa!
Ela retorna para casa passando pelas mesmas pessoas ,sob a mesma indiferença do dia todo.
Tira a roupa alaranjada e alarmante,solta os cabelos ,vai ao banho...
E assim termina mais um dia ,mais uma segunda suja ,na vida da MARGARIDA.
( Eufemismo que lhe deram
para aliviar sua condição de gari!)

quinta-feira, 7 de abril de 2011

VOCÊ EM NOSSA HISTÓRIA

Hoje,no dia do seu aniversário ,lembrei-me de você...
De você em nossas vidas.De nossas vidas em sua história.
Pensei em como foi difícil sua infância em um lar de mãe ausente.
Num lar ,onde a mãe teve outra missão em outro plano,deixando
a crueldade do mundo em suas mãos...Mãos que aprenderam a lutar
em todo sentido real da palavra.
Mãos que, ora batiam para se defender,ora batiam para garantir-lhe o sustento...Mãos fortes,valentes,destemidas.!
E,assim,com essa destemida força,enfraqueceu o coração de uma jovem romântica e sonhadora.
Viveram anos de paixão,brigas,alegrias e tristezas...
A morte,que a todos derruba,sem medir-lhes a força,levou a nocaute
o grande homem ,deixando apenas sua história em nossas histórias!




Talvez você nunca tenha recebido um abraço em seu aniversário..
( a não ser pela moça romântica e sonhadora)

Feliz aniversário,TURCÃO!


07/04/011

terça-feira, 5 de abril de 2011

ABRIL EM PORTUGAL

Pus-me a ouvir um fado de Amália Rodrigues e, ao som das guitarras chorosas, transportei-me ao meu Rico Portugal, em companhia de minha amiga. Enquanto andávamos pelas ruas, à sombra das azinheiras perfumadas, minha amiga explicava-me as maravilhas de sua querida terra. Mostrou-me em Lisboa o monumento a Fernando Pessoa, mais querido poeta que, ainda hoje, provoca suspiros e ais!! A Rua Larga de Coimbra, com seu imponente Liceu, inspiração de seus Doutores... "Coimbra onde uma vez, com lágrimas se fez, a história desta Inês, tão linda!!!" Lágrimas de emoção, deitaram meus olhos na Fonte Dos Amores que misturavam-se às águas do Mondego! Eu, a tudo olhava, embriagada mais pela beleza que se punha aos meus olhos, do que pelo verde vinho que sorvíamos na Taberna do velho Luiz, enquanto dançávamos o vira para comemorar os anos de minha amiga. Ah! Abril em Portugal! Sonho dos meus sonhos!! Portugal de Camões, de Pessoa! Portugal de Saramago! Portugal de Florbela, Amália, Dulce, Adelaide. Ana! O fado chegou ao fim e despertou-me dos meus devaneios... Ficou o perfume de abril! Ficou Portugal em mim. Ficou Portugal em Ana, minha amiga aniversariante!! Que a Virgem De Fátima lhe abençõe sempre, querida amiga!! PARABÉNS!!

 


       TAÇA DE OURO ........no BVIWtecendoletras.

domingo, 3 de abril de 2011

DÓI LEMBRAR..

...e ela,em cima da mesa,exibindo
  uma alegria que estava longe de sentir,
  cantava e gesticulava aquela música!
  E eu,fã que era e sou,aplaudia e mantinha
  a cumplicidade daquele momento de dor..
  Era Natal ou Ano Novo,talvez,não sei.
 
 Qualquer data que fosse,era marcada por
 uma fase difícil em nossas vidas.
 A família reunida ,mascarava como podia
 a tristeza daquele dia ,cada um à sua maneira.
 Mas esta cena ficou marcada em minha mente...
 Ela,em cima da mesa,fingindo uma embriaguês
 que lhe dava coragem para prosseguir com a
 falsa alegria,cantava Tango Para Tereza

sábado, 2 de abril de 2011

CORAÇÃO TEIMOSO

Odeio este meu coração
que não se deixa envelhecer
junto à minha pele......

  Este meu coração teimoso,birrento
 não acompanha o resto de mim
que já caminhou demais!!


   Sossega,coração.
   Quero paz!!
  

sexta-feira, 1 de abril de 2011

AS PONTES DE MADISON

Ali parada, com uma das mãos na maçaneta do carro e com o coração dividido entre sua família e o grande amor de sua vida, ela o vê à sua frente,em meio a chuva que tentava purificar os dias que havia passado em uma espécie de magia. A magia de um  amor que transcende a alma,a mente, a vida, enfim!
-"Em quatro dias me deu toda uma vida,um universo, e uniu em uma só as partes separadas de mim...."
Foram apenas quatro dias de amor, paixão, registrado em seu diário. O amor de Francesca e Robert,lindamente interpretado por Meryl Streep e Clint Eastwood,com cenas e frases marcantes e inesquecíveis ! Um filme triste mas muito verdadeiro que conta a história de uma pacata dona de casa e um fotógrafo forasteiro e que só vem a tona quando os filhos de Francesca descobrem seu diário ...Esta frase resume o grande amor renunciado em segredo  e que, agora,após a morte só tem um desejo: -"Eu dei a minha vida à minha família mas agora deixem as minhas cinzas para Robert!!!"




Postado no BVIWtecendoletras......Ganhei Taça de Prata!!!O tema era "Escolha um filme triste"

MENTE SONHADORA

Como ela está linda nesse vestido lilás!
Dança com suavidade nos braços do pai ,que não se cabe  em tanto orgulho...Desliza pelo salão como uma pluma carregada pela brisa! É a mais bonita,a mais notada...Todos os olhares da festa são para ela! A mamãe,contida em tantas lágrimas reprimidas,a observa em sua valsa!
Sua pequena mocinha, rodopiando feliz, em sua festa de quinze anos!! E eu,da minha mesa,mal posso ver, por entre os casais, aquela cena de Contos De Fadas.
Minha princesa! Minha neta! Linda em seu vestido lilás! Por um instante,seus olhos sonhadores procuram os meus e, quando nossos olhares se cruzam, eu retribuo com um sorriso cúmplice! Sim. Eu a vejo! Eu posso vê-la!  Minha doce Maria Luiza em sua festa de debutante...  - Que digo eu?! Oh,mente sonhadora! Ela ainda nem nasceu!!! Sua estréia ao mundo está marcada para o dia 13 de maio !!!
Não percam!!!

DESOCUPANDO A INFÂNCIA PARA DAR LUGAR À ADOLESCÊNCIA

Com o fone no ouvido, ele separa seus brinquedos como  quem separa uma etapa da vida. Por momentos,ele agita a cabeça em movimentos ritmados. Certamente está ouvindo um Rock da pesada, como ele costuma falar. Pega um carrinho na mão,(presente do tio, quando fez cinco aninhos) olha,vira,separa e deposita ao lado. Olha longamente para o helicóptero, (presente trazido do Japão )movimenta mais rápido a cabeça  deposita com cuidado o enorme avião .Um autorama,jogos de botão,locomotivas,quebra-cabeça,bolinhas de gude... Aos poucos,ele tira sua infância do armário,das gavetas e ajeita com carinho em várias sacolas.Está decidido: Vai doar seus brinquedos de criança ao seu priminho! Afinal, em maio ele fará quatorze anos!!! E assim, curtindo um Rock pesado, vai desocupando sua infância para dar lugar à adolescência!!

DEFINIÇÃO

Gostaria de escrever com palavras Aurelianas mas não consigo!
Só sei ser simples e direta.Desculpem!

VOCÊ JÁ OUVIU SEU SIGNO HOJE?

Na década de setenta, todos os dias Mariana ligava seu radinho na AM para ouvir seu horóscopo. Era sagrado! Não saía de casa sem saber o que os astros lhes reservavam. -" Bom dia mas bom dia mesmo!Todos os dias, sob todos os pontos de vista, vou cada vez melhor!"" Este bom dia do astrólogo não era um bom dia qualquer para Mariana: Era a certeza que seu dia seria excelente! Sentia-se orgulhosa de ser Taurina! Signo forte, corajoso e, sobretudo, destemido e confiante, segundo ela repetia com brilho nos olhos! -""E atenção para o signo de Touro..."" Mariana encostava seu ouvido no pequeno rádio para ouvir melhor seu destino diário! E seguia o debulhador de destinos com suas previsões: -""No amor, fique em alerta com a pessoa amada! Você está passando pelo seu inferno astral e novos amores poderão surgir para quem é do signo de áries!! (a pessoa amada era de áries!) Na saúde, evite excessos com a alimentação e os exercícios físicos! Não sobrecarregue o coração! No setor financeiro, não empreste dinheiro, nem contraia dívidas! Espere até amanhã, se você tiver compromissos fora de casa!""Mariana desligou o rádio. Fechou a casa e ficou em seu quarto. Pensava em voz alta: Quem seria o novo amor dele?? Seria a vizinha que sempre lavava a calçada vestida naquele micro-shorts?? Hoje ela me paga!!"" Repetia, andando de lá para cá, em seu quarto! Começou a sentir cansaço e logo imaginou que seria seu coração enfartando.""Tenho que evitar esforço físico"" "Será que a vizinha vai pagar o dinheiro que me deve?? Além de roubar meu amado, ainda fica me devendo??!! Ai, meu peito! Não saio de casa hoje prá nada!" Neste tormento, Mariana passou a noite e logo cedo ligou seu radinho na AM, ansiosa... -""Bom dia, queridas ouvintes. Queremos pedir desculpas pelo engano na previsão do horóscopo de ontem. Por um pequeno descuido do redator, os signos de Touro e Áries ficaram invertidos. Queiram nos desculpar!!!" by Neusa Gomes



Postado no BVIWtecendoletras

POR QUE NÃO ESQUEÇO ESTA CANÇÃO?

Com um avental,que mais parece enfeitar-lhe as roupas do que protegê-la dos respingos da cozinha,ela cantarola uma música junto com o rádio,enquanto cumpre suas tarefas de mãe.
Canta em voz baixa,não por timidez,talvez,mas por sentir mais a música em seu coração do que em seus lábios.
"Por que não esqueço esta canção?
Será por que tanto te amei?."
Passa a mão nos olhos , finge ajeitar o avental e continua cantando,com voz mais baixa ainda,quase sussurrando, as últimas palavras da canção.
"Mas a canção me diz que tu não voltarás!"
Ao terminar a música ela olha prá mim e, com tanta doçura no olhar vermelho,fala como quem revelasse um segredo:Esta música me faz lembrar seu pai!
Fiquei parada,olhando prá ela,meio sem graça pois não imaginava que aquela música lhe trouxesse recordações!
Foi um momento mágico,paralizante!
Tive vontade de abraçá-la ,de confortá-la mas não.Não fiz nada!
Apenas olhava.Olhava aquele olhar voltado para dentro,perdido em tanta saudade!
Como não visse em mim nenhuma reação,voltou para seu trabalho,limpando as mãos no avental,recolhendo dentro de si a dor e a saudade.
Tanto tempo se passou e, hoje, as  saudades misturam-se dentro de mim:A saudade que ela sentia enquanto cantarolava e a minha saudade vendo-a cantar!
 Agora repito as frases que ela sussurrava e que eu nunca mais consegui cantar.
"Nem a dor ,nem o meu Deus ,nem o castigo.
Só sinto esta noite não estar contigo."

       "Esta saudade já doente
          Dançando em minha mente
           Repete,nunca mais!!"




Desculpa,mãe,pelo abraço que eu não te dei!




Memórias De Uma  Velha Canção  (Moacyr Franco)

APENAS DESABAFO

         Querido Deus.....
Pensei muito antes de escrever esta cartinha ao Senhor.
Sabe o que é? Eu ando muito chateada com as coisas estranhas que andam acontecendo aqui na Terra ultimamente.
Veja bem se eu tenho razão ou se estou falando besteira ao Seu ouvido:Durante toda a semana, duas notícias ruíns explodem em manchetes na televisão do mundo aqui embaixo: Ao mesmo tempo que o povo se une para ajudar as vítimas do Japão, esse mesmo povo joga bombas na Líbia!!
Será que eu não estou entendo direito as notícias ou realmente este
paradoxo está acontecendo??
Então,Deus,chego a pensar que morrer só dói quando se morre por tragédias provocadas pela natureza . Olha este disparate :Quando jogam bombas ,tomam o cuidado de não acertar os civís !(??!!)O que nem sempre acontece... Dá a impressão que soldados são feitos de matérias analgésicas! Eles não sentem dor????
Procuram sobreviventes nos escombros do Japão e ao mesmo tempo
explodem viventes em outros países!!!Eu juro que não entendo!
Por isso,Senhor,eu só queria pedir prá me ajudar a entender o ser humano .
Desculpe-me se Te aborreci com este meu desabafo.
      Abençõe sempre este mundo,amém!!


             Sua admiradora,Neusa

SINAL FECHADO

Tarde fria, cinza, garôa fina......
Neblinas ofuscam o para brisa do meu carro, ali parado no farol vermelho. Assim como o para brisa, meu cérebro tambem é envolvido por uma névoa de lembranças que o movimento do limpador não consegue dissipar... Lembranças, onde só existiam sinal verde, agora reflete o amarelo, cobrando um alerta constante para a vida que se vai. Foi numa tarde como esta que nossas vidas ficaram paralelas à espera do sinal verde. Você ali, ao alcance das minhas mãos, bastava um simples toque sútil e eu, eu nada fiz. Permaneci com os vidros do carro e da minha vida fechados. Pé e mente fora do acelerador. Só o coração acelerando, ultrapassando todos os sinais, rompendo todas a barreiras... Bastava ter deixado as janelas abertas e você teria notado, mesmo através da neblina que se formava agora mais forte ao meu redor, o tremor das minhas mãos, o rubor das minhas faces... Por quê eu fiquei ali parada e não invadi o sinal vermelho? Não. Eu não. Verifiquei todos os vidros e janelas se estavam bem fechados, me protegendo de mim mesma! Sinal abriu... Abaixei o vidro e da janela no meu carro vi você indo embora e deixando prá trás as tarde cinzas e nevoentas que estacionaram dentro de mim!By Neusa Gomes -


 Postado no BVWItecendoletras........ganhei Taça de Ouro!!!!O tema era:Da na janela no meu carro.

FOBIAS DE ESTIMAÇÃO

-Vó, você tem ANATIDAEFOBIA? Perguntou-me meu neto de treze anos.
-Devo ter... Claro que eu tenho... Tenho todas as fobias que você possa imaginar!
Eu sou craque em fobias!!!Respondi.
-He, vó. Essa eu acho impossível que você tenha! Você tem medo de ser observada constantemente por um PATO??? Na hora eu achei graça daquilo. Pois achei inaceitável que alguém pudesse ter medo de ser observado por pato!! Imagina! Mesmo porque patos não observam ninguém! Será?????? De repente me percorreu um frio pela espinha! Um calafrio macabro! Cheguei a ouvir um quac! Fiquei imaginando um pato andando atrás de mim o tempo todo!Me observando!! Me vigiando enquanto eu como. Enquanto eu tomo banho!!!!! E o pior, enquanto eu durmo??!! Ele poderia estar aqui agora me observando enquanto eu escrevo! Ah, não! Mais uma fobia prá minha coleção eu não aguento!! São várias as que eu tenho mas tem uma que é especial. De estimação mesmo! Aquela que, mesmo quando meus olhos não estão vendo, meu corpo já está sentindo. Descontrolo-me toda!Sinto cólicas abdominais horríveis e, por vezes, com diarréia junto!Sério! Um dia, prá vocês terem idéia do tamanho da minha fobia, eu estava na fila de um banco, quando de repente veio um vento tão forte que eu me vi sendo arrastada como no filme TWISTER!!!!!!! Vi o banco todo sendo destelhado e aquela papelada toda voando pelos ares, com os funcionários gritando em pânico! Vi a senhora que estava na minha frente, segurando uma criança pela mão, sendo rodopiada em cima dos balcões, com a menina esperneando aos berros!! Os cofres sendo atirados uns contra os outros, lançando dinheiro prá todo lado!! Vi tudo isso em questão de segundos. Suei frio! Meus joelhos amoleceram... Santa Bárbara me proteja!! Só me acalmei quando percebi, aliviada, que aquela ventania toda era somente um ventilador que um funcionário havia ligado atrás de mim!!!
- Como pode um funcionário de um banco ligar um ventilador assim nas costas dos outros sem avisar?? Eu poderia ter morrido!!!!!!!!!! (Ele não sabe que eu tenho ANEMOFOBIA!! ) rsrsrsrsrsr. By Neusa Gomes


   Postado no BVIWtecendoletras

MEU DESEJO

Queria nascer de novo...

     Crescer de novo....

          Amar de novo.........

             Viver de novo.....
 
                       E morrer de velha.......rsrsrssr

AMIGO OPORTUNO

   Estou começando a me beneficiar com esse tal de Alzheimer
         
         Quando algo me machuca ou me magoa,eu penso:
       
            -Logo eu esqueço!    Deixa prá lá!!

VAZIO

Sinto falta de mim.
Sinto falta de voce.
Sinto falta de voce em mim!

ALZHEIMER

                  Estava eu na minha cozinha quando de repente
                  me veio na cabeça um tema interessante
                  para um novo texto.
                  Fui correndo para meu quarto pegar a caneta
                  e o caderno (ainda gosto de escrever à mão)
                  para escrever.  Abri o caderno em uma pagina
                  em branco e........NÃO consigo lembrar até agora
                  qual seria o tema! Eu juro!
                  Consegui perder no caminho entre a cozinha
                   e o quarto ,o texto que,eu sei, seria ótimo!
                   
                       Ah! Esse alemão!!!!!!!

OLHOS NOS OLHOS

  Ontem  vi voce na rua.   Lindo!   Olhou-me nos olhos e sem dizer uma única palavra,ouvi tudo que esperei ouvir pela vida inteira.
   Fiquei sem jeito.Desviei o olhar ,tentando ignorar meus batimentos ,que aumentavam descompassadamente.Recusava-me a acreditar naquele olhar ,que me devorava sem medo de ser percebido por quem passava à nossa volta.
   Apenas alguns segundos, apenas alguns míseros segundos, de olhos nos olhos,bastaram para que eu sentisse todo o corpo tremer dentro de uma ansiedade insana!
   Hoje,voltei ao mesmo lugar à procura do seu olhar.À procura dos meus sonhos,que andavam tão escondidos dentro de mim.
   Com o pensamento em delírio frenético ,mãos transpirando sentimentos amassados,amarrotados pela noite insone ,procurei por voce...
    Voce não estava lá .Não vi você .Não vi seus olhos.
          Decepção!!            Volto amanhã!

OSTRACISMO

''Neusa ,sai de dentro desta concha,vem pra fora
         Voce não tem o dom de produzir pérolas!""
                   

                     ( que raiva!!  )

quinta-feira, 31 de março de 2011

VIVA OS LOUCOS!!!!!!!

      LOUCA!!!
                VOCE É LOUCA!!!
Essas palavras soaram tão fortes que o eco delas virou concreto dentro da minha cabeça.
Por um longo tempo esse eco me fez muito mal.Me revoltava,me destruia,me deixava deprimida e eu fivava querendo provar ,a todo custo,a minha lucidez!
Desisti!
Resolvi consolidar mais ainda o concreto ja existente na minha cabeça
e assumir de vez a minha loucura!
Descobri que ser louca é viver sem compromisso de agradar ou não,de querer ou não..
É poder andar na mão ou na contra-mão. No verso ou no re-verso.
É poder ir e vir sem dar explicações,pois loucos não sabem mesmo explicar...
É poder gritar o urro mais alto e depois rir o sorriso mais 'monalisado' que só mesmo os loucos sabem fazer!
É poder cantar desafinado ,fora de qualquer ritmo estipulado pelos
ditos de boa sanidade mental!
É poder dançar sozinha com minha imaginação ,sem me importar de pisar nos calos da vida!
Bater com a cabeça na parede sem que ninguem ria de
mim ,pois terão medo da minha insanidade...
Sentar-me no chão e fazer birra até lambuzar a cara franzida de caretas e micagens...
Ou rir de alguem que passa por mim como se ouvisse a piada do ano!
Ouvir vozes !
      Este sim !
         Privilégio dos loucos!
            Dois mundos paralelos!
Conversar com as paredes e mais,ouvi-las sussurrar palavras que são exclusivas aos loucos!
Olhar a dor e sentir vontade de rir ou, ao contrário, chorar com a alegria alheia...
Ser louco é não ter a responsabilidade e a obrigação de ser feliz todos os dias.

Louca,louca,louca!!!
 É poder ir...vir...rir...repetir,sem refletir!!!


APENAS UMA CHANCE


Toc...Toc...Toc...
Algo batia à minha porta tão suavemente que eu pensei, por um momento, ser impressão minha ou apenas desejo inconsciente de receber uma visita inesperada. Parei por um instante, desconfiada! Relutava em abrir a porta.
-E se fosse uma visita indesejada?
-E se fosse mais uma dor?
-E se fosse...
Com a respiração contida e num ímpeto abri a porta!
Fiquei olhando para aquela figura e não compreendia por que aquela estranha batera à minha porta... O quê podia querer de mim?? Era totalmente diferente de tudo que eu estava acostumada a ver ao longo de minha vida. Radiante!...Linda!...Exalava um perfume de flores!... Pediu-me se podia entrar, num sorriso tímido, como se implorasse desculpas por não ter sido reconhecida de imediato! Eu a olhava e me perguntava: De onde ela me conhece?! Ela continuava ali, parada, a espera de um "por favor, entre''.
-Será que ela pretende ficar? Como conviver com uma estranha?
-E se quando eu me habituasse com sua presença, ela fosse embora, assim como chegou, numa manhã tão indiferente em meu calendário particular?
-E se eu não a deixasse entrar, como saber a diferença entre o antes e o depois de sua companhia em minha vida? Como eu demorasse a me decidir, ela pediu-me desculpas e disse que tinha mais pessoas para visitar e antes que saísse, olhou-me com pena, deixando um bilhete em minhas mãos:
''Estive em sua porta, mas você estava tão acomodada em sua tristeza que eu achei melhor não insistir!
Assinado: Felicidade.



Postado no BVIWtecendoletras

SIGO ESQUECENDO-ME DE VOCÊ

      ...  E eu esqueci-me de você ,como havia prometido a mim mesma, naquele momento de decisão entre ser feliz por uns dias ou carregar a dor de nunca ter provado a felicidade por inteira. Esqueci-me de você nas noites insones, de olhar fixo no inexistente do nada , sem sombras... Esqueci-me de você olhando os pingos e respingos da chuva na minha janela,
     que aos poucos confundiam-se com minhas lágrimas teimosas,silenciosas... Esqueci-me de você enquanto olhava as nuvens reluzentes,dançando no céu que era nosso,todo nosso...
     Esqueci-me de você nos meus sonhos,nos meus pesadelos, nas noites de estrelas, nos raios de sol,no início da primavera,nas tardes de inverno,nas madrugadas geladas,no calor do verão!
     Esqueci-me de você enquanto ouvia nossas músicas. Ah...Nossas músicas,só nossas! Com as entrelinhas que só nós sabíamos decifrar...   Dentro das minhas verdades inventadas ,eu continuo esquecendo-me de você! Sobrevivo das mentiras que eu criei para esquecer-me de você por completo! Verdades. Mentiras. Que importa! Já nem sei onde começam minhas mentiras de sobrevivência ou em que canto de mim escondo a verdade de nunca ter esquecido-me de você!!

TELAS CELESTIAIS

          Tenho pelo céu uma verdadeira adoração! Não o céu no sentido figurado,aquele que só vamos conhecer quando da nossa partida aqui da terra,mas o céu mesmo ,o teto do mundo ,este semi-círculo que nos cobre. Todos os dias quando me levanto, a primeira coisa que eu faço é olhar as novidades do céu. Fico chateada quando ele se repete. Quando as nuvens são parecidas com as de ontem.Não desisto. Procuro outro ângulo e acabo descobrindo uma forma inédita: Um floco de algodão mais gordo ou um raio avermelhado diferente ...

Nuvens negras de chuva, apesar de me darem pânico,( tenho fobia de tempestade )me fascinam também! Gosto de ficar olhando o céu se transformando .Agora de um azul infinito,logo mais um misto de amarelo,rosa ,alaranjado e até mesmo negro! Temos uma afinidade.Sei que o céu também fica à minha espera ,para exibir seus encantos,suas formas,suas cores! Quando éramos pequenas,minha irmã Alice e eu ,andávamos  com um espelho olhando o céu abaixo de nós. Fica lindo!! Agora troquei o espelho por uma digital e saio por aí à procura de telas celestiais. by Neusa Gomes


         Postado no BVIWtecendoletras

segunda-feira, 28 de março de 2011

PRESENTE DE ALICE




         SESSENTA ANOS....

           

  Sessenta anos é uma idade estranha. É a divisão entre uma coisa e outra.
É a foz serena de antigas águas revoltas. Quando os hormônios se aquietam.
Quando se faz as pazes com o espelho e se aprende com ele.


Sessenta anos mexem com a memória. É a diferença entre lembrar e recordar.
Quando o baile de debutantes se torna mais importante que as bodas de prata.
Quando as paixões são esquecidas e os amores perpetuados


Sessenta anos dão medos e risos. É quando se perde crenças e se ganha a fé.
Quando se troca a ilusão da eternidade pela esperança de viver um pouco mais.
Quando se gargalha sem vergonha de gargalhar.


Sessenta anos é a idade das descobertas. É quando se busca a pureza da água.
Quando se sabe o que dana o fígado, o que apazigua o estômago, o que são tendões.
Quando se valoriza o sono bem dormido. Quando se aprende a respirar.


Sessenta anos fazem sentir. È quando se encontra o amor companheiro.
Quando se reparte o coração em mil pedaços, entre filhos, sobrinhos e netos.
Quando se quer perto os que ainda estão e os que já se foram.


Sessenta anos é o início da verdadeira idade. É o gosto das frutas maduras.
Quando se lembra que já passou por muita coisa e ainda assim sobreviveu.
Quando se aprende que a vida se renova a cada dia,  e ainda  surpreende.


20-08-10     para Neusa


VIDA....

Hoje eu acordei com pressa de ser feliz!..Dá licença???

É FATAL...

Descobri que quando
     
           chega-se aos sessenta

                   os dias são tão longos

                         e os anos tão curtos!!!

CONTRADIÇÃO

Queria amadurecer
Como aquelas senhoras
Que eu vejo à passar
   Ser mulher-madura
   Deixar meu lado infantil
   Ajoelhar e só rezar
   
     
         Não consigo aquietar
         meus pensamentos
         nem meus movimentos
         Quero cantar e dançar


           Um dia ,quem sabe
           Eu não aguente mais
           Mas hoje ,maturidade não me cabe
           Envelhecer sim .Amadurecer jamais!!

QUEM SOU?

Hoje fechei os olhos à minha procura
Vasculhei cada canto de mim
Encontrei muitas tentando ser como eu
Achei algumas até bem parecidas comigo
Mas a mim mesma não consegui achar!

BANANAS AMASSADAS

Pego-me por várias vezes a pensar em você.
Pensamentos sem ensaios,sem preparativos.
Pensamentos estes que nos vêm sem aviso prévio e que nos dão o choque do  estalo na mente.
Entre tantos outros pensamentos ,destes feitos relâmpagos sem anúncio de chuvas,hoje me
veio um em especial!  Pegou-me de tal maneira desavisada,que nem pensou na dor que me faria,na dor que me traria,que,eu cheguei por um momento,a sair de mim prá sentir você!!
Vi você à minha frente .Ali,bem à minha frente! Olhar distraído,talvez pensando em algum poema ainda não lido ou,em um tempo não vivido ainda também! Figura frágil.De uma beleza infantil,onde o tempo insiste em não fazer ponto! Você lá. Na minha frente. Na mesma mesa! Amassando bananas no prato como quem acaricia um ente querido! Amassando lentamente como se preparasse uma argila para uma escultura sagrada!
Com tanta saudade que teima em hospedar-se dentro de mim,pego uma banana e vou amassando sem pressa,
pensando nos tempos em que dividíamos nossas conversas sobre Fernando Pessoa ,Saramago e outros poetas que nos fizeram tão iguais... Amasso as bananas como quem esmaga a saudade,a dor,o abismo da nossa separação geográfica!
Te amo muito !( e você sabe) by Neusa Gomes

PONTOS ETERNOS

              ....e suas vestes foram lançadas à sorte....!


 Foi o que ela ouviu  de sua irmã mais nova,enquanto olhava aquele amontoado de roupas
sobre a cama Daquela que partiu tão cedo,tão prematuramente!
No silêncio daquele quarto ainda tinha o perfume Dela.O calor Dela ainda emanado na parede junto com
seus quadros ,que agora,observavam a tudo como se reclamassem sua ausência.
Na penteadeira(que nos traz tantas recordações) os ''Bibelôs'',antigas relíquias,ganhadas em datas especiais.
O guarda roupas de madeira,com espelho ,que por tantas vezes refletiram seus sonhos de eterna menina..
Tudo naquele quarto ,agora privado de sua presença,era a imagem Dela! -Como pode um quarto continuar a existir sem a presença de sua Dona???
Pensando assim ,foi feita a 'delegação dos bens'
O jogo de quarto para a vizinha que ajudara durante a enfermidade...
Vestidos vazios para quem coubessem melhor...
E ela ,ela que observava a tudo ,sem coragem de argumentar,com nó que lhe paralisava os sentidos, escolheu uma blusa de mangas longas ,feita em croche. Aquela não era uma simples peça de roupa.Tinha as mãos Dela ali! Ponto a ponto .Em cada ponto um pensamento!Em cada pensamento um sonho...
Como se fosse um livro com várias páginas de amor e carinho! Abraçada àquela blusa ,ela saiu do quarto para chorar sozinha a falta Daquelas mãos que ficaram eternizadas nos pontos da saudade! by Neusa